O Prefeito de Cruzeiro do Sul vem sendo elogiado pela população, pelas ações de limpeza da cidade, vacinação contra covid-19 com melhores resultados e ações de prevenções contra o covid que deram certo.

A operação cidade limpa foi o cartão de visita de Zequinha Lima (PP), que demonstrou que mesmo no inverno é possível deixar todos os bairros da cidade em melhor condição. As ações com homens e máquinas, são fundamentais na guerra contra a Dengue.

Outra coisa que se pode sentir de diferente na cidade, diz respeito ao enfrentamento contra a Covid-19. Com campanhas educativas, ações de prevenção e fiscalizações da vigilância epidemiológica em parceria com outras instituições, estão sendo primordiais e pela primeira vez funcionam.

Bocalom vem fazendo o oposto de seu colega de sigla Progressista
Iniciou a gestão negando a tragédia que o estado enfrenta e queria iniciar as aulas presenciais, recuou depois de pressão da sociedade e sindicatos da educação.

O prefeito de Rio Branco silencia quando o assunto é combate ao COVID-19, parece até que a prefeitura não tem atribuições alguma nessa guerra contra o avanço do vírus.

Diferente de Cruzeiro do Sul, as ações na capital são todas encabeçadas pelo governo do estado e se não fosse o governador Galdson Cameli tomar as rédeas, a situação estaria muito pior. Só ver o cronograma de imunização das pessoas, cheio de falhas, demora e suspeitas de fura fila.

No primeiro grande teste do Boca, ele simplesmente deixou a população sem líder. As chuvas que castigaram a capital acreana, desabrigou centenas de famílias e provocou estragos incalculáveis.

Bocalom ainda não visitou um bairro sequer, nem de carro para acompanhar de perto os estragos. Pegou avião e se mandou para Brasília, claro tem sim que buscar recursos para o socorro as famílias, mas é nítido o desprezo por ele apresentado diante da tragédia.
O que mais se escuta nas ruas é a frase, ‘cadê o prefeito’?

Bocalom tem que sair da lua de mel do gabinete e tomar para si a missão que a ele foi dada, quando perguntar porque tanta insatisfação da sociedade, deverá fazer uma reflexão acerca de como iniciou sua administração.

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: Hospitais do Acre entraram para a lista dos hospitais com 100% de sua capacidade ocupada e sofrem drasticamente devido a grande quantidade de casos graves de pacientes com covid-19. De acordo com informações, 100% dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, Instituto de Traumatologia do Acre (INTO) e Hospital de urgência e Emergência de Rio Branco (Pronto Socorro) estão todos ocupados.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: O município de Bujari originou-se no início de 1968/1969, por remanescentes indígenas que se integraram a sociedade ali instalada, com a construção da BR 364, trecho Rio Branco/Sena Madureira. Povoado elevado à categoria de Vila, em 1986. Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bujari, pela Lei Estadual nº 1031, de 28 de abril de 1992, alterado pela Lei Estadual nº 1066, de 9 de dezembro de 1992, que o desmembrou de Rio Branco, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.