Adolescente foi achado morto com sinais de espancamento e asfixia em cela de Instituto Socioeducativo no Acre – Foto: Quésia Melo

A família do adolescente Arlesson Freitas de Souza, de 18 anos, encontrado morto com sinais de espancamento e asfixia no Centro Socioeducativo Acre, na Estrada Apolônio Sales, em Rio Branco, em novembro de 2018, ganhou uma indenização de R$ 30 mil por danos morais. A decisão é do Juízo da 2ª Vara de Fazenda Pública da Comarca de Rio Branco e ainda cabe recurso. As Informações são do G1 Acre

A indenização deve ser dividida entre a mãe e duas irmãs do adolescente. A genitora deve ficar com R$ 20 mil e os outros R$ 10 mil vão ser divididos entre as meninas.

Na época do crime, o Instituto Socioeducativo do Acre (ISE) informou que a vítima dividia a cela com outros três adolescentes, sendo dois de 18 anos e um de 17, que ficavam no alojamento 1 do bloco B. Os adolescentes não confessaram o crime, mas eles tinham hematomas devido à luta corporal.

Após a morte da vítima, a família entrou na Justiça para processar o ISE. Na decisão, a juíza de Direito Zenair Bueno destacou que o jovem estava sob a guarda do Estado, que tinha toda responsabilidade sobre o bem-estar dele.

“Ainda que a conduta dos agentes do públicos não tenha sido causa direta e imediata da morte do socioeducando, a falha quanto ao dever de guarda dos internos é causa determinante e propícia para a ocorrência da morte, sendo indiscutível a responsabilidade objetiva nessas circunstâncias”, pontuou.

A assessoria de comunicação do ISE informou que a Procuradoria-Geral do Estado (PGE-AC) deve avaliar o processo e decidir se entra ou não com recurso.

Indenização

O advogado Milano Lucas Evangelista, que representa a família, explicou que a decisão é de 1º grau e o Estado tem 15 dias para entrar com recurso. Ele contou que a mãe do jovem entrou na Justiça em 2019, mas a decisão foi dada dois anos depois.

“Ela utilizou do direito dela no ano seguinte, mas o Judiciário, até por conta da pandemia, demorou um pouco para liberar a sentença. A receita da família era compartilhada na época dos fatos. Cada um era dependente do núcleo familiar”, destacou.

A vítima, segundo o ISE, cumpria medida socioeducativa na unidade por assalto e tentativa de homicídio.

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: Hospitais do Acre entraram para a lista dos hospitais com 100% de sua capacidade ocupada e sofrem drasticamente devido a grande quantidade de casos graves de pacientes com covid-19. De acordo com informações, 100% dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, Instituto de Traumatologia do Acre (INTO) e Hospital de urgência e Emergência de Rio Branco (Pronto Socorro) estão todos ocupados.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: O município de Bujari originou-se no início de 1968/1969, por remanescentes indígenas que se integraram a sociedade ali instalada, com a construção da BR 364, trecho Rio Branco/Sena Madureira. Povoado elevado à categoria de Vila, em 1986. Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bujari, pela Lei Estadual nº 1031, de 28 de abril de 1992, alterado pela Lei Estadual nº 1066, de 9 de dezembro de 1992, que o desmembrou de Rio Branco, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.