Acredita-se que a vice-prefeita de Rio Branco e Secretária de Ação Social, Marfisa Galvão, deixou a peteca cair, isso porque ela é a responsável de comandar o socorro às vítimas dos transbordamentos que aconteceram em Rio Branco, mas ao que parece o socorro não foi para todos.

Na tarde deste domingo, inúmeras famílias do Bairro da Paz, que também tiveram grandes prejuízos por conta do transbordamento do igarapé Batista, realizaram um manifesto fechando a rua Valdomiro Lopes, localizada no referido bairro.

Os manifestantes alegam que não receberam apoio de ninguém, nem do Corpo de Bombeiros e nem da Defesa Civil. Uma moradora que estava no manifesto alegou que Por voltas das hs 2:00 da manhã uma equipe do Corpo de Bombeiros compareceu no local mão não ajudou e nem socorreu ninguém, muito pelo contrário, agiram com grosseria. 

“Não tivemos assistência de nada a defesa civil mais os bombeiros vieram, olharam e foram em bora, uma vizinha aqui pediu para os bombeiros tirar só a televisão dela e eles se recusaram. Nós estamos sem água, sem alimento, tem família aqui passando fome que não tem um colchão para dormir em cima, não tem uma roupa, que a correnteza levou, e quando nós pedimos para o bombeiro tirar roupas e eletrodomésticos eles se recusaram. Eles estão faltando com a verdade. Tem famílias aqui que perdeu a feira do mês,trabalhador que perderam carne, perderam colchão roupa. Tinha uma família que ia perdendo a vida das crianças, os moradores tiraram dentro de uma caixa d’água”, desabafou uma manifestante.

Mas a pergunta que intriga é. Já que o Boca tomou doril e a Vice-prefeita assumiu o socorro. Aonde estava Marfisa para prestar apoio e socorrer às famílias do bairro da Paz, atingidas pela alagação? 

Ao que parece, para Marfisa só as famílias do igarapé São Francisco merecem ajuda e assistência, isso porque após ser duramente criticada nas redes sociais após debochar do transbordamento, Marfisa juntou a petecarada e para fazer média marcaram presença no Igarapé São Francisco, como se só aquele igarapé tivesse transbordado. E os demais locais por que não receberam ajuda? E se questionar, por que houve manifesto no bairro da Paz?

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: Hospitais do Acre entraram para a lista dos hospitais com 100% de sua capacidade ocupada e sofrem drasticamente devido a grande quantidade de casos graves de pacientes com covid-19. De acordo com informações, 100% dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, Instituto de Traumatologia do Acre (INTO) e Hospital de urgência e Emergência de Rio Branco (Pronto Socorro) estão todos ocupados.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: O município de Bujari originou-se no início de 1968/1969, por remanescentes indígenas que se integraram a sociedade ali instalada, com a construção da BR 364, trecho Rio Branco/Sena Madureira. Povoado elevado à categoria de Vila, em 1986. Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bujari, pela Lei Estadual nº 1031, de 28 de abril de 1992, alterado pela Lei Estadual nº 1066, de 9 de dezembro de 1992, que o desmembrou de Rio Branco, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.