Procurador Januário Paludo e o MPF-PR, onde fica a sede da extinta Lava Jato – Foto: Divulgação

Brasil 247 – A operação Lava Jato gastou R$ 7,5 milhões em diárias e passagens ao longo de sete anos. Do valor total, mais de R$ 3 milhões foram pagos em diárias a cinco procuradores, além dos salários, que giram em torno de R$ 30 mensais. Esses mesmos procuradores somaram mais R$ 734.812,03 em passagens, o que representou 40% do total. Foi o que apontaram dados foram obtidos pelo Poder360 via Lei de Acesso à Informação (LAI). No total, foram pagas 5.864 diárias ao longo desse período. 

O procurador que mais recebeu diárias foi Januário Paludo. Foram R$ 712.113,87 em 699 diárias. O valor soma-se a R$ 165.142,75 pagos em passagens – aéreas, de ônibus ou pagas para ele usar seu próprio carro no deslocamento. 

Depois aparecem Antonio Carlos Welter (R$ 667.332,31 em 645,5 diárias e R$ 246.869,51 em passagens) e Orlando Martello Junior (R$ 609.396,56 em 604,5 diárias e R$ 154.147,25 em passagens). 

Em quarto lugar ficou o procurador Diogo Castor de Mattos, R$ 545.114,53 em 596 diárias e R$ 25.054,49 em passagens. E na quinta posição, Carlos Fernando dos Santos Lima, com 524 diárias totalizando R$ 505.945,81 e R$ 143.598,03 em passagens. Ele se aposentou em março de 2019.

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: O prefeito da segunda maior cidade do Acre, Zequinha Lima, se pronunciou sobre o decreto com medidas mais rigorosas. O governador do Estado decretou o fechamento do comércio, igrejas, academias e outros. Segundo o Decreto 5.496, durante a Bandeira Vermelha estarão autorizados a funcionar estabelecimentos como supermercados, mercantis e congêneres; farmácias; clínicas médicas, psicológicas, odontológicas e veterinárias; espaços de fisioterapia; laboratórios; óticas; oficinas mecânicas no geral; bancos; hotéis; funerárias; postos de combustíveis; lojas de materiais de construção; indústria em geral com atendimento ao público mediante agendamento; além empresas de alimentos, medicamentos, águas, gás, produtos de limpeza, higiene e de EPIs.

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Um adolescente de apenas 11 anos foi resgatada acorrentado em um barril pela Polícia Militar, os militares foram surpreendidos com uma cena deplorável, tratava-se do garotinho acorrentado sem água e sem comida, apresentando subnutrição e desidratação. A polícia apurou que o garoto era mantido naquela situação há pelo menos 7 anos, quando foi adotado pela família. 

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.