Lideranças da Câmara encararam com perplexidade a indicação de Kicis para assumir uma pasta de alta valia para os brasileiros – Foto: Carolina Antunes

Brasil 247 – Ao que tudo indica, Arthur Lira (Progressistas), novo presidente da Câmara dos Deputados, já segue à risca a cartilha do bolsonarismo. Ele escolheu a deputada Bia Kicis (PSL-DF) para assumir a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) na Câmara, a mais importante da Casa.

Fiel escudeira de Jair Bolsonaro, Bia tem um passado repleto de polêmicas e ações antidemocráticas. Ela é uma das investigadas no chamado inquérito das fake news, que apura a participação de pessoas e organizações na produção e disseminação em massa de notícias falsas sobre membros do STF (Supremo Tribunal Federal).

Além de ser alvo de investigação, a bolsonarista também é uma entusiasta do golpe de Estado. Em maio de 2020, quando o Brasil atingia o pico de mortes por conta da Covid e sofria com a letargia do governo no combate ao vírus, a parlamentar defendeu intervenção militar constitucional em caso de não deixarem o atual chefe do Palácio do Planalto governar. 

Seu discurso foi feito no plenário da Câmara, em plena luz do dia, assim como seu líder, Bolsonaro, fez no passado, ao defender o torturador Brilhante Ustra. 

A nova presidente da CCJ também é fervorosa militante no quesito negacionista. Em um vídeo publicado em sua rede social no dia 5 de janeiro, ela faz um tutorial de como burlar o uso da máscara, item essencial de proteção na  contaminação da Covid.19. 

Lideranças da Câmara encararam com perplexidade a indicação de Kicis para assumir uma pasta de alta valia para os brasileiros.

“É inaceitável que uma parlamentar que prolifera fake news, que desrespeita e debocha das normas de combate à Covid-19, que trabalha contra a democracia, SENTE NA CADEIRA DE PRESIDENTE DA CCJ!!!!!!!!!” – protestou Jandira Feghalli (PCdoB) pelo Twitter.

O deputado do PSOL Marcelo Freixo foi na mesma linha, também no Twitter: “O lugar de Bia Kicis não é na CCJ, é no Conselho de Ética, sendo alvo de um processo de cassação por quebra de decoro por usar o cargo de deputada para sabotar o combate à pandemia, pedir intervenção militar e disseminar fake news”, escreveu.

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: O prefeito da segunda maior cidade do Acre, Zequinha Lima, se pronunciou sobre o decreto com medidas mais rigorosas. O governador do Estado decretou o fechamento do comércio, igrejas, academias e outros. Segundo o Decreto 5.496, durante a Bandeira Vermelha estarão autorizados a funcionar estabelecimentos como supermercados, mercantis e congêneres; farmácias; clínicas médicas, psicológicas, odontológicas e veterinárias; espaços de fisioterapia; laboratórios; óticas; oficinas mecânicas no geral; bancos; hotéis; funerárias; postos de combustíveis; lojas de materiais de construção; indústria em geral com atendimento ao público mediante agendamento; além empresas de alimentos, medicamentos, águas, gás, produtos de limpeza, higiene e de EPIs.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Um adolescente de apenas 11 anos foi resgatada acorrentado em um barril pela Polícia Militar, os militares foram surpreendidos com uma cena deplorável, tratava-se do garotinho acorrentado sem água e sem comida, apresentando subnutrição e desidratação. A polícia apurou que o garoto era mantido naquela situação há pelo menos 7 anos, quando foi adotado pela família. 

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.