Foi determinado o sequestro de imóveis e veículos dos suspeitos. Há suspeita de lavagem de ativos – Foto: Reprodução

Poder 360 – A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta 3ª feira (2.fev.2021), uma operação para investigar suposta quadrilha que atuava com o sargento da FAB (Força Aérea Brasileira) Manoel Silva Rodrigues, que foi preso ao transportar 39 quilos de cocaína em um voo da comitiva presidencial, em julho de 2019.

A operação, batizada de “5ª Coluna”, mira 10 pessoas, acusadas de associação criminosa para o tráfico internacional e lavagem de dinheiro. O grupo é suspeito de ter usado outros voos oficiais para o transporte de drogas ao exterior.

Estão sendo cumpridos 15 mandados de busca e apreensão e 2 mandados que restringem a comunicação dos investigados e também que eles deixem o Distrito Federal. A Justiça Federal do DF também determinou o sequestro de imóveis e veículos dos envolvidos no suposto esquema criminoso.

De acordo com a PF, as investigações demonstram que, além do sargento preso na cidade de Sevilha, na Espanha, outras pessoas se associaram ao militar, “de forma estável e permanente, para a prática do crime de tráfico ilícito de drogas”.

A corporação afirmou ter apresentado à Justiça elementos que indicam pelo menos o envio de mais uma remessa de entorpecentes para a Espanha, além da que foi interceptada.

A PF disse também que as apurações apontam estratégias do grupo criminoso para ocultar os bens provenientes do tráfico, especialmente a aquisição de veículos e imóveis com pagamentos de altos valores em espécie.

Entenda

Manoel Rodrigues transportou a droga em um avião da FAB que fazia parte da comitiva do presidente Jair Bolsonaro, que seguiria para Osaka, sede da reunião anual do G20, em 2019. O destino dos 39 quilos de cocaína era a Suíça, de acordo com o sargento.

Em setembro, foi condenado. Ele terá que cumprir todos os 6 anos de sentença no país europeu. A defesa do militar solicitou que Rodrigues cumprisse parte da pena em solo brasileiro, o que foi negado pela Justiça espanhola. O sargento está detido na cidade de Sevilha.

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Um adolescente de apenas 11 anos foi resgatada acorrentado em um barril pela Polícia Militar, os militares foram surpreendidos com uma cena deplorável, tratava-se do garotinho acorrentado sem água e sem comida, apresentando subnutrição e desidratação. A polícia apurou que o garoto era mantido naquela situação há pelo menos 7 anos, quando foi adotado pela família. 

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.