Homem foi preso pela PM-AC de Feijó no último dia 16 com drogas e material para embalar e preparar entorpecentes — Foto: Reprodução

A Justiça do Acre negou um pedido de liberdade para um homem preso por associação e tráfico de drogas na cidade de Feijó, interior do Acre, no último dia 16. O suspeito estava com um adolescente e ia buscar droga em um ponto de venda quando foi abordado pela Polícia Militar. Com informações do G1.

Ele foi preso em flagrante e o menor apreendido, que tem entre 16 e 17 anos, foi levado para a delegacia da cidade. A defesa do suspeito entrou com um habeas corpus, mas a Câmara Criminal negou o pedido.

O advogado Feitosa Júnior informou que foi negado a liminar do pedido e vai aguardar o julgamento do mérito.

O processo destaca que a defesa pediu que a prisão fosse substituída por medidas cautelares ou em prisão domiciliar. Contudo, o desembargador Pedro Ranzi afirmou, ao votar pelo indeferimento, que as provas apresentadas são incontestáveis.

“Inexiste ilegalidade na prisão e não visualizo a presença dos requisitos autorizadores para a concessão pleiteada, nem tampouco constrangimento ilegal a ser sanado pela via eleita, razão pelo qual o pedido foi indeferido”, pontuou o magistrado.

Investigação

O delegado responsável pelo caso, Railson Brasil, falou que a PM-AC recebeu uma denúncia anônima de que o suspeito e o menor iriam pegar droga no bairro Bela Vista. Segundo as investigações, o suspeito atuava como ‘mula’ do tráfico.

“Ele recebia uma pensão do pai e de uma pessoa da igreja, era evangélico e nem precisava fazer isso. Estava fazendo serviços para a facção, eram membro [da facção], mas trabalham e ganhavam avulso. O menor estava junto, um com a droga e o outro com uma balança”, acrescentou.

O delegado revelou ainda que a dupla foi flagrada com uma pequena quantidade de drogas, menos de 200 gramas. O menor segue internado em um centro socioeducativo. “Ele era um menor bom, mas tinha um tempo que fazia alguns trabalhos para a facção. Aqui a gente não sabe quem é faccionado ou não”, concluiu.

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo: O prefeito da segunda maior cidade do Acre, Zequinha Lima, se pronunciou sobre o decreto com medidas mais rigorosas. O governador do Estado decretou o fechamento do comércio, igrejas, academias e outros. Segundo o Decreto 5.496, durante a Bandeira Vermelha estarão autorizados a funcionar estabelecimentos como supermercados, mercantis e congêneres; farmácias; clínicas médicas, psicológicas, odontológicas e veterinárias; espaços de fisioterapia; laboratórios; óticas; oficinas mecânicas no geral; bancos; hotéis; funerárias; postos de combustíveis; lojas de materiais de construção; indústria em geral com atendimento ao público mediante agendamento; além empresas de alimentos, medicamentos, águas, gás, produtos de limpeza, higiene e de EPIs.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.