Policial penal é condenado por facilitar ações criminosas e tentativa de fuga em presídio no AC — Foto: Mazinho Rogério/G1

O policial penal Adevani Silva Gonçalves, que foi preso em junho do ano passado suspeito de facilitar ações de uma facção criminosa dentro do presídio Manoel Neri da Silva, em Cruzeiro do Sul, foi condenado e continua recolhido na unidade do interior do estado. Ele teria ajudado a organização criminosa em uma tentativa de fuga quatro dias antes de ser preso. Com informações do G1 Acre.

A decisão da condenação foi da Vara de Delitos de Organização Criminosa de Cruzeiro do Sul. Como o caso está em segredo de Justiça, aguardamos informação do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) sobre o tempo de condenação do policial.

O advogado de Gonçalves, Fagner Mourão confirmou que seu cliente segue na unidade prisional de Cruzeiro do Sul desde o ano passado, mas disse que não poderia comentar sobre o caso porque está em segredo de Justiça. Segundo ele, a defesa já recorreu da sentença que condenou o policial.

Conforme a polícia informou na época da prisão, o policial penal teria ajudado na tentativa de fuga frustrada de 33 presos da unidade penitenciária de Cruzeiro do Sul no dia 14 de junho do ano passado.

Os detentos estavam prontos para serem resgatados por uma dupla que foi presa com armas, munições e grampos de metal para dar suporte à fuga. Uma revista encontrou vários buracos em celas da unidade na época.

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) informou que o policial penal ainda não perdeu o cargo e que o processo administrativo contra ele continua em andamento no órgão.

Mais envolvidos

Na última quarta-feira (27), investigadores da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) cumpriram sete mandados de prisão preventiva contra detentos dos presídios de Rio Branco e também de Cruzeiro do Sul pelo crime de organização criminosa.

Os alvos da operação seriam presos que teriam participado do planejamento da fuga em massa no presídio de Cruzeiro do Sul no ano passado. Logo após a tentativa ter sido frustrada pela polícia, seis detentos foram transferidos para o presídio de segurança máxima de Rio Branco.

O delegado Pedro Paulo Buzolin, responsável pela operação em Rio Branco, disse que no presídio Antônio Amaro, que fica no Complexo Penitenciário da capital, foram cumpridos seis mandados de prisão e um foi cumprido no presídio de Cruzeiro do Sul. Logo após o detento do interior do estado receber o mandado, ele também foi transferido para o presídio da capital esta semana.

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Boa parte das autoridades acreanas estão se manifestando apenas a respeito do Coronavírus, o que é de extrema importância, porém há uma outra ameaça à vida dos acreanos que é a dengue, onde o número de casos chega a ser assustador e infelizmente até óbito foi registrado. Dengue Trata-se de uma doença infecciosa causada por um vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Ela não tem tratamento específico, causa sintomas como febre alta e dores no corpo e pode até matar. Sua incidência aumenta no verão, em dias quentes e úmidos.

Acompanhe nossas redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Apesar do decreto do governo do estado com relação ao toque de recolher, as pessoas estão se adaptando às mudanças. Só devemos ter cuidado com as fake news para não tomarmos atitudes desnecessárias, devemos sempre nos cuidar contra a covid-19. A covid-19 é uma doença causada pelo coronavírus, denominado SARS-CoV-2, que apresenta um espectro clínico variando de infecções assintomáticas a quadros graves.

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.