Assessoria – A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio da Fundação Hospital do Acre (Fundhacre), realiza a implementação do serviço de micologia, área que estuda os fungos e faz análises clínicas que auxiliam os profissionais de saúde no combate de doenças. 

A ação visa agilizar o fluxo de exames e diagnósticos, o que será possível graças à parceria com a Universidade Federal do Acre (Ufac), que doou materiais e insumos para melhorar os serviços de saúde daquele setor.

A Ufac doou três componentes para a preservação das amostras biológicas, que são meios de cultura utilizados para manter os microrganismos viáveis no laboratório. E também duas estufas e um centrifugador de laboratório, que irão dinamizar os serviços.

Atualmente, em média quatro pacientes são beneficiados diariamente com o serviço. Os resultados dessas análises são disponibilizados para os infectologistas da Fundhacre para aprimorar o diagnóstico e o tratamento dos pacientes.

Implantação do serviço

Antes, as amostras de fungos eram avaliadas no Laboratório Central de Saúde Pública de Rio Branco (Lacen), única instituição que fazia a pesquisa de fungos.

Em 2019, o serviço de identificação de fungos foi implantado no Setor de Bacteriologia da fundação. No entanto, o espaço era insuficiente e impossibilitava maiores demandas, comprometendo o fluxo de análises, gerando a necessidade da criação de um setor.

“A implantação de um local específico para as análises de micologia irá garantir mais agilidade nos resultados e consequentemente beneficiar maior número de pacientes”, explica Leyla Sanzia, micologista da Fundhacre.

O laboratório clínico de microbiologia

A Microbiologia na Fundação Hospital do Acre tem um papel relevante no tratamento dos pacientes que são resistentes a microrganismos, como os fungos. Somente no ano de 2020, realizou 40.164 resultados de antibiograma com e sem concentração, bacterioscopia, cultura de bactérias e hemocultura.

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Boa parte das autoridades acreanas estão se manifestando apenas a respeito do Coronavírus, o que é de extrema importância, porém há uma outra ameaça à vida dos acreanos que é a dengue, onde o número de casos chega a ser assustador e infelizmente até óbito foi registrado. Dengue Trata-se de uma doença infecciosa causada por um vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Ela não tem tratamento específico, causa sintomas como febre alta e dores no corpo e pode até matar. Sua incidência aumenta no verão, em dias quentes e úmidos.

Acompanhe nossas redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Apesar do decreto do governo do estado com relação ao toque de recolher, as pessoas estão se adaptando às mudanças. Só devemos ter cuidado com as fake news para não tomarmos atitudes desnecessárias, devemos sempre nos cuidar contra a covid-19. A covid-19 é uma doença causada pelo coronavírus, denominado SARS-CoV-2, que apresenta um espectro clínico variando de infecções assintomáticas a quadros graves.

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro, e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro, e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro, e compartilhe.