Vereador Denis Araújo anunciou em uma rede social que estava levando ivermectina para moradores da zona rural de Sena Madureira — Foto: Reprodução

O vereador de Sena Madureira, interior do Acre, Denis Araújo (PSDB) está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual (MP-AC) por distribuir o medicamento ivermectina para moradores do Ramal do Quinze, na BR-364, para o tratamento de Covid-19. As Informações e do G1 Acre

Em julho de 2020, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou uma nota alertando que a ivermectina, medicamento antiparasitário, não tem comprovação científica de eficiência contra a Covid-19, doença causada pelo Sars CoV-2.

Em uma postagem feita em uma rede social no dia 14 de janeiro, o vereador aparece com várias caixas do medicamento com a seguinte legenda:

“Levando medicamentos para tratar nossos irmãos com Covid no interior, uma comunidade inteira afetada. Não é questão de legislar, e sim de humanidade e gratidão.”

A publicação é curtida e vários internautas parabenizam a atitude do vereador. À Rede Amazônica Acre, Araújo explicou que fez uma única viagem para o Ramal do Quinze e distribuiu dois comprimidos para cada morador.

“Eu liguei para eles e soube que estavam doentes. Achavam que estavam [com Covid-19], mas não sabiam e disse que tinham que comunicar alguém da saúde. Como está no inverno, lá fica muito difícil, são 13 quilômetros de lama, então, é complicado para eles e fiquei preocupado que podiam morrer. Passaram uma mensagem, a prefeitura conseguiu fazer os exames, acho que a maioria testou positivo para covid, deixou os medicamentos prescritos no tratamento. Não tinha a ivermectina na prescrição”, justificou.

Distribuição

Mesmo sem confirmação médica da eficácia do remédio, Araújo disse que foi em uma farmácia da cidade e comprou algumas caixas do remédio. Ele afirmou que entregou a medicação apenas aos adultos da comunidade.

“Como estou ajudando muita gente que está com Covid, tem uma outra pessoa que está em tratamento e passaram esse remédio. Depois de dois dias me ligaram agradecendo. Eu já tomei, só levei dois comprimidos para cada. De qualquer forma, se não serviu para a Covid, é um remédio para verme que não vem a fazer mal”, argumentou.

Sobre o risco de o remédio fazer mal para algum paciente, o vereador afirmou que não ficou preocupado. “Todo mundo que conheço tomou e ninguém nunca reclamou. Minha intenção foi ajudar, jamais imaginava [que iria fazer mal]. Soube que o Ministério Público vai investigar, mas não fui lá ainda, estou aguardando ser chamado”, pontuou.

Investigação

O promotor de Justiça da Comarca de Sena Madureira, Thalles Ferreira, explicou que chegou ao conhecimento do MP-AC a ação do vereador na comunidade e, com essas informações, instaurou um procedimento na Promotoria de Justiça Cível e Criminal para investigar a conduta.

“Como sabido, não existe um tratamento terapêutico comprovado cientificamente destinado à Covid-19. Assim sendo, foi instaurado um procedimento tanto na Promotoria de Justiça Cível quanto na Promotoria Criminal para investigar a conduta do vereador. No âmbito cível, vai ser apurado se o vereador praticou ato de improbidade administrativa. No aspecto criminal, verifica-se possível prática em tese de crime, fato que será investigado”, esclareceu.

E veja também no Plantão 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Governador Gladson Cameli gravou vídeo para esclarecer a forma com ocorrerá a imunização no estado, quem é prioridade, quem são os próximos a receber a vacina e quem não deve tomar agora no primeiro momento. O Governador Gladson Cameli fala ainda sobre a segunda remeça de vacina que chegou no Acre e pede que a população se cuide. Lave bem as mãos e use álcool em gel.

Acompanhe nossas redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: