A crítica de que estaríamos teria ficado com uma vacina só simplesmente não cabe. Paulo Guedes e Eduardo Pazuello – Foto: ABr

Brasil 247 – O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu nesta segunda-feira (25) a vacinação em massa no Brasil, indo na contramão de Jair Bolsonaro. 

Guedes afirmou que a vacinação em massa é “decisiva” para a retomada da atividade econômica no Brasil. “Nesse terceiro ano [de governo] o grande desafio é a vacinação em massa. Espero que todos auxiliem esse processo”, afirmou o ministro.

Guedes saiu em defesa do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que tem decepcionado na atuação do governo para a vacinação da população contra a Covid-19. “O Brasil está tentando comprar todas as vacinas, sou testemunha do esforço logístico que está sendo feito. A crítica de que estaríamos teria ficado com uma vacina só simplesmente não cabe”, disse.

E veja também no Plantão 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Governador Gladson Cameli gravou vídeo para esclarecer a forma com ocorrerá a imunização no estado, quem é prioridade, quem são os próximos a receber a vacina e quem não deve tomar agora no primeiro momento. O Governador Gladson Cameli fala ainda sobre a segunda remeça de vacina que chegou no Acre e pede que a população se cuide. Lave bem as mãos e use álcool em gel.

Acompanhe nossas redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: