Assessoria – O Instituto Socioeducativo do Acre (ISE/AC) promoveu nesta quarta-feira, 20, uma capacitação para agentes socioeducativos sobre cultivo e manejo de hortaliças orgânicas. A iniciativa faz parte da implementação do projeto “Plantando Sonhos”, que será adaptado e desenvolvido nos centros socioeducativos da capital.

Este projeto, iniciado em Cruzeiro do Sul, consiste em implantar hortas orgânicas nos centros socioeducativos Acre, Aquiry, Santa Juliana e Mocinha Magalhães, que serão cuidadas pelos próprios adolescentes após as devidas orientações.

Desta forma, eles aprenderão o plantio e colheita da forma correta, além de adquirirem experiência para vender e/ou cultivar em casa ou em outros locais. Além disto, pretende-se ampliar também para os centros de Feijó, Sena Madureira e Brasileia.

A iniciativa, que abrangerá cerca de 200 jovens em cumprimento de medida socioeducativa, prevê também que os lucros advindos das vendas dos produtos terão duas finalidades: a compra de cestas básicas para os familiares dos adolescentes participantes e investimento na própria manutenção do projeto.

Perspectivas de futuro

O presidente do ISE, Mário César Souza de Freitas, explicou que a ideia agora vem com um aparato técnico para a capital. Este suporte fará com que as hortas tenham, futuramente, um desenvolvimento adequado que gerará um produto de qualidade.

“Faltava uma padronização técnica neste projeto. Porém, estamos começando a fazer isso com o diretor de Cruzeiro do Sul, Angenor Correia, que também é engenheiro agrônomo. Ele vai dar um treinamento aos nossos agentes e trazer também alguns adolescentes para acompanhar. A partir daí, nós vamos construir as hortas dentro das especificações técnicas em todos os centros, tanto na capital como no interior”, esclareceu.

O objetivo principal é o de ampliar os horizontes dos socioeducandos e prepará-los para o mercado de trabalho ao saírem dos Centros.

“Todo o sistema funciona com o objetivo da recuperação dos adolescentes. É uma atividade que vai ser feita e desenvolvida por eles, e isso vai capacitá-los para que, quando estiverem fora do sistema, possam construir hortas e trabalhar na produção de hortaliças, já que eles terão experiência e conhecimento técnico para isso”, disse.

Plantando sonhos

O projeto, idealizado e supervisionado pelo servidor do ISE e engenheiro agrônomo, Angenor Correia da Silva Sobrinho, teve seu embrião no Centro Socioeducativo Juruá, em Cruzeiro do Sul. Os ensinamentos dados aos adolescentes abrangiam desde as ferramentas necessárias para o cultivo das hortaliças até as construções de leiras (que são as elevações de terras onde as sementes são plantadas), irrigação, uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e controle de pragas.

O engenheiro explicou que não é um trabalho simples como parece, por isso exige uma dedicação especial dos adolescentes para que seja gerado um produto de qualidade. “Você sairão daqui com uma profissão e ainda podem ir além. Podem tanto fazer uma horta na casa da mãe de vocês como comercializar os produtos, hoje tudo gera dinheiro. O grande sentido disso tudo são os senhores”, destacou ao se dirigir aos adolescentes.

E veja também no Plantão 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: O amor é a força mais poderosa da existência humana. Sem ele perdemos nossa humanidade. É o sentimento que dar sentido a vida, que nos une, que nos torna feliz, mas que pode também nos trazer tristezas e traumas.

Acompanhe nossas redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: