Filhos de Verônica Ferreira, de 73 anos, que morreu de Covid-19, vão a enterro da mãe em um cemitério de Manaus no dia 31 de dezembro — Foto: Bruno Kelly/Reuters

Manaus registrou 213 enterros, informou a prefeitura. O número bateu recorde de sepultamentos diários desde o começo da pandemia.

A capital enfrenta colapso na saúde por falta de oxigênio em hospitais. A crise no sistema foi impulsionada por conta do aumento recorde de internações por Covid.

Nesta sexta, a capital bateu o recorde de enterros diários pela quinta vez, só no mês de janeiro. A primeira vez que Manaus teve tantos enterros, de causas em geral, foi em 26 de abril, com 140 registros (com dados apenas de espaços públicos).

Na época, o estado enfrentava a primeira onda da doença, e sofreu colapsos no sistema público de saúde e funerário. Neste mês de janeiro, o recorde de sepultamentos diários foi quebrado 5 vezes:

10 de janeiro: 144 enterros

11 de janeiro: 150 enterros

12 de janeiro: 166 enterros

13 de janeiro: 198 enterros

14 de janeiro: 186 enterros

15 de janeiro: 213 enterros

Conforme a prefeitura, do total de 213 sepultamentos, 161 foram nos espaços públicos e 52 em espaços privados. Entre as causas das mortes, 102 foram declaradas como Covid-19, e sete casos suspeitos.

O município informou, ainda, que houve o registro de 30 óbitos em domicílio e que, do total de sepultamentos nos cemitérios públicos neste dia, 29 foram atendidos pelo serviço SOS Funeral, coordenado pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc). Por G1 AM

E Veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: Nas últimas 12 horas, o estado do Amazonas tem enfrentado momentos de grande terror, considerado por muitos como “dia semelhante ao fim do mundo”, isso porque o desespero foi tão grande que tomou conta tanto dos profissionais da saúde como também dos familiares de pacientes acometidos pela covid-19. Diante do grande número de casos considerados graves da doença ao mesmo tempo, o sistema de saúde do estado colapsou, resultando na falta de oxigênio nos hospitais de Manaus e consequentemente no óbito de muitos pacientes por asfixia. 

Acompanhe nossas redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Instagram 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E Veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias:

Veja o Vídeo Abaixo: O setor responsável pelo turismo tem deixado a desejar em se tratando dos principais pontos turísticos do município de Xapuri que atualmente se encontram fechados sendo uma delas a Casa de Chico Mendes. O local onde morou o ambientalista e ativista Chico Mendes tem painéis que relatam os últimos momentos de sua vida.

Veja o Vídeo: