Imagem do prefeito n Assembleia da AMAC. Foto: Alemão Monteiro

Juntamente com todos os novos gestores do estado, Cesar votou pelo consenso do prefeito de Rio Branco Tião Bocalom, que será o presidente da AMAC pelos próximos dois anos.

“Foi uma oportunidade para troca de experiências e expectativas para alinhar os projetos que as prefeituras precisam para captar recursos, pois é através da equipe Técnica da AMAC que iremos transformar os bons investimentos em ações”, disse.

Quanto a escolha de Bocalom para presidir a entidade, o prefeito Cesar falou da escolha unânime dos gestores.

“Bocalom é prefeito da capital, tem as condições de conduzir nossa associação e tem experiência para nos auxiliar, naquilo que for de interesse das demais administrações. Temos muitas emendas garantidas pela nossa bancada e iremos precisar de apoio técnico, por isso AMAC tem toda essa importância”, finalizou o prefeito Cesar.

Além de alinhar alguns pontos na atuação da AMAC para o ano, os prefeitos tiveram uma conversa com o secretário de Gestão e planejamento do Acre, Ricardo Brandão e com governador Gladson Cameli, que detalhou sobre as parcerias que pretende firmar com cada município no ano de 2021.