IBGE é autorizado a preencher 6.500 vagas por nova portaria ministerial – Foto: Canva

Concursos no Brasil – Os candidatos interessados na abertura de algum concurso IBGE (seleção simplificada para temporários) ganharam uma excelente notícia: saiu a portaria ministerial nº 20.388/2020, autorizando a abertura de 6.500 novas vagas temporárias!

De acordo com o documento do Ministério da Economia, esses servidores serão contratados a partir de janeiro de 2021 para “operacionalização das pesquisas permanentes de natureza estatística e geocientífica do IBGE”.

Portanto, bem antes do prazo final da portaria (seis meses contados a partir de 11 de setembro de 2020) deverá ser lançado o edital.

A assessoria do IBGE, por sua vez, informou que não há novidades para serem divulgadas no momento, além do que já ficou dito na portaria.

Tanto a contratação da instituição organizadora quanto os outros trâmites necessários para a execução do certame somente serão definidos após a pandemia da COVID-19.

Veja:

Concurso IBGE: 6.500 vagas autorizadas

O quantitativo de vagas do concurso IBGE, com oferta de 6.500 vagas temporárias, será distribuído da seguinte forma:

Agente de Pesquisa e Mapeamento: 5.623 vagas;

Supervisor de Coleta e Qualidade: 552 vagas;

Agente de Pesquisas por Telefone: 300 vagas;

Supervisor de Pesquisas: 25 vagas.

Para ter acesso à portaria completa, clique na edição de 11 de setembro de 2020 do Diário Oficial da União.

A banca organizadora da seleção será definida em breve. Segundo o próprio IBGE, quatro empresas estão na disputa:

Fundação Getúlio Vargas (FGV);

Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade);

Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe);

Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan).

Veja a seguir os desdobramentos de outras seleções previstas para o IBGE.

Concurso IBGE 2021 para o Censo Demográfico confirmado

Mas você deve estar se perguntando: e quanto ao concurso IBGE para o Censo Demográfico, o que há de novidade?

Segundo o Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) para 2021, que já foi encaminhado ao Congresso Nacional no dia 31 de agosto de 2020, ficou mantida a previsão de que a seleção para o Censo populacional aconteça mesmo em 2021, com o orçamento provável de R$ 2 bilhões.

Para quem não se lembra, o processo seletivo do IBGE aconteceria em 2020, mas foi adiado devido à pandemia do novo coronavírus.

O governo federal chegou a cogitar que deixaria o Censo para o ano de 2022. A ideia do governo era de que recursos que seriam destinados ao Censo passassem para outras políticas públicas, entre elas um reforço no orçamento do Ministério da Defesa.