O detento Gilmacy Santos de Assunção, de 40 anos, foi achado morto dentro da cela onde cumpria pena no Complexo Penitenciário Manoel Neri, em Cruzeiro do Sul. Segundo a direção da unidade prisional, a morte foi de causa natural.

Assunção estava preso desde o dia 20 de novembro de 2012 pelo crime de homicídio. De acordo com o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), o detento cumpria pena de internação por medida de tratamento ambulatorial, em ala separada dos demais presos, por ter problemas mentais.

Ele estava sozinho na cela e foi achado já sem vida pelos policiais penais que estavam de plantão. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas, ao chegar no presídio, apenas confirmou o óbito de Assunção.

O corpo foi removido e levado para o Instituto Médico Legal da cidade para os devidos procedimentos. Conforme o atestado de óbito, ele teve morte subida após sofrer um infarto agudo do miocárdio. Como de praxe, um procedimento administrativo também foi aberto na unidade penitenciária.

Do G1 Acre