Por meio do projeto Fortalecendo Vínculos Familiares, o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) tem reduzido a distância e promovido um final de ano diferente para 16 detentas da Unidade Penitenciária Guimarães Lima, em Cruzeiro do Sul. 

Com um celular disponibilizado pela unidade, as presas com filhos menores de 18 anos realizaram as ligações sob supervisão da equipe técnica do presídio. O mesmo projeto possibilitou o recebimento de vídeos dos filhos de detentas da Unidade de Regime Fechado Feminina de Rio Branco na ocasião do dia das crianças.

A detenta Sarah Diniz enfatizou que ficou muito feliz de ver os filhos que moram em Rio Branco e em Mâncio Lima, mesmo que por chamada de vídeo. Ela só recebia notícia por cartas e ficou muito agradecida e emocionada.

Segundo a chefe da Divisão de Assistência Social e Atenção à Família, Cláudia Costa, as equipes técnicas das unidade penitenciárias do estado não têm medido esforços para criar a aproximação entre mães e filhos. “Isso é feito com o intuito de preservação dos vínculos afetivos entre esses familiares, pois entendemos que é um dos pilares da ressocialização”, afirmou.

A coordenadora técnica da unidade penitenciária Guimarães Lima, Vanila Pinheiro, explicou que é gratificante gerenciar a ação. “As famílias foram comunicadas pelo Serviço Social antecipadamente e hoje a sala foi tomada por muita emoção e sentimento de esperança de que dias melhores virão”, ressaltou.