Jair Bolsonaro fechou 2020 com mais pedidos de impeachment já recebidos por um presidente em um ano no Brasil desde a redemocratização. Foram 51 pedidos impetrados na Câmara dos Deputados.

Com o número, Bolsonaro ficou à frente de Dilma Rousseff — com 37 pedidos em 2015 —, Fernando Collor — que somou 24 em 1992 —, e Michel Temer — com 23 em 2017, informa o colunista Guilherme Amado, da Época.

O presidente foi o objeto de 51 solicitações em 2020 (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)