O sistema de abastecimento de água do município de Brasileia conta atualmente com captação, duas estações de tratamento e rede de distribuição que leva água tratada a 4 mil usuários do Departamento Estadual de Àgua e Saneamento (Depasa) no município. Considerando projeções de crescimento da população, bem como novas demandas,  o Governo do Acre, por meio do Depasa, e o Município unem forças para ampliar a rede de distribuição de água tratada de Brasileia.

Os detalhes do projeto foram tema principal do encontro entre a presidente do Depasa, Waleska Dessotti, e a prefeita Fernanda Hassem, nesta quarta-feira, 23. O investimento será de quase R$ 1 milhão. A iniciativa vai mudar a realidade de cerca mil moradores dos bairros Nazaré, 8 de Março e José Rabelo.

“Lidamos com vida, não podemos esperar. Água é essencial, e junto com o governador Gladson Cameli, há ainda tanto que podemos fazer para servir melhor a população”, disse a presidente do Depasa ao reafirmar o compromisso do Governo em ampliar e melhorar o sistema de saneamento básico de Brasileia.

A prefeita Fernanda Hassem expressou a satisfação pelo empenho do governo e da nova gestão da concessionária dos serviços de água e esgotamento sanitário do Acre em atender os anseios do Município. “ Os problemas do Depasa não são de agora, mas sei que é uma instituição que pode entrar nos trilhos e dar certo”, disse Fernanda Hassem ao detalhar o plano de trabalho em parceria para a execução do projeto.

Com expertise para realização desse tipo de obra, o Estado poderá garantir materiais, insumos e mão de obra. A contrapartida da Prefeitura garante recursos para gastos com combustível, maquinário e alimentação. O objetivo é que as obras possam começar já, no início de 2021.

Da agenda para tratar do projeto de ampliação da rede de distribuição de água tratada de Brasileia participaram o secretário de Planejamento do Município, Nevisson Tavares e técnicos do Depasa e da Prefeitura de Brasileia.