O governo de São Paulo explicou que o motivo era estratégico: enviaria um pacote mais completo à agência no mesmo dia em que a Sinovac, a parceira chinesa no desenvolvimento da vacina, faria o pedido de registro na Anvisa da China.

Beleza, mas muita gente boa desconfiou que poderia ser um modo também para encobrir algum revés nos testes de eficácia feitos pelo Butantan. 

A fase 3 dos testes da CoronaVac, no entanto, foi  bem sucedida. Não há essa possibilidade na mesa, de acordo com um interlocutor com acesso aos dados do Butantan.

Blog do Lauro Jardim