O atual vice-campeão regional de bocha paralímpica, Alexsandro da Silva Bezerra, 40 anos, morreu na manhã deste sábado (19), em sua própria residência, em Rio Branco (AC). De acordo com informações da família, um médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), atestou o óbito como causas naturais.

Alexsandro Bezerra tinha Atrofia Muscular Espinhal (AME) desde que nasceu. Em março deste ano, ele havia garantido o segundo lugar no Campeonato Regional de Bocha Paralímpica, disputado no ginásio do Sesi, na capital.

Antes de vir a óbito, o acreano passou seis dias internados no Pronto-Socorro de Rio Branco porque não conseguia evacuar (necessidades fisiológicas). Mas ao receber alta, teve outro problema.

– Por conta de não ter recebido um colchão especial pra ele ficar, o chamado ‘casca de ovo’, que uma pessoa deficiente tetraplégico precisa ao ficar acamado, ele teve as escaras, que são úlceras por pressão. A equipe do Emad (Equipe Multiprofissional de Atenção Domiciliar) estava tratando ele em casa, com curativo, placas para as úlceras por pressão, mas testaram positivo para Covid-19 e não puderam mais vir, mas estavam mandando os suplementos e material pra mim fazer os curativos – conta Raimunda Lima, esposa de Alexsandro Bezerra.

Apesar do tratamento domiciliar, o atleta já não conseguia se alimentar de forma adequada e digeria apenas pequenas quantidades de líquido.

Alexsandro Bezerra começou a praticar bocha paralímpica há cerca de oito anos por meio do Centro de Apoio as Pessoas com Deficiência Física do Acre (Capedac), na capital. Além do título regional, o acreano também já havia vencido a competição estadual e participado do Campeonato Brasileiro de Bocha.

– Ele era muito determinado. Não faltava um campeonato. Fazia trabalho social com pessoas com deficiência pra tirar as pessoas de casa e praticar esporte – afirma Raimunda Lima.

De acordo com Raimunda Lima, o velório está sendo realizado na tarde deste sábado, na funerária Bom Jesus, na capital. Ela não soube informar em qual cemitério o corpo será enterrado.

Por Globo Esporte Acre