Pela terceira vez os trabalhadores paralisam toda frota das três empresas que operam em Rio Branco, alegando que não podem virar o ano sem receber seu 13º e salário atrasado. As empresas não se manifestam, a justiça em silêncio e a única esperança deles de ter a subvenção de mais de 2 milhões aprovado na câmara, foi derrotado nesta quinta-feira (17).

Nas primeiras horas desta sexta-feira, dezenas de ônibus amanheceram estacionados no centro da cidade, travando o acesso por todas as vias, um caos que segundo os motoristas tem objetivo de chamar atenção dos poderes para o problema.

O mais grave são as denúncias feita pelos trabalhadores, entre elas que as empresas alugam veículos de outras regiões do País. Isso implicaria em uma ação de bloqueio de bens caso a justiça acordasse do berço esplêndido e tomasse pé dessa situação gravíssima.

As pessoas amanheceram o dia nas paradas, imaginando como chegar ao seu destino, sem transporte coletivo e tendo que se virá para pagar um aplicativo ou mototaxi.