Assessoria – O governo do Estado pagará, em dezembro, mais uma parcela do adicional de insalubridade aos servidores da Saúde que estão na linha de frente no combate ao coronavírus. 

O anúncio do gestor beneficia cerca de 2,9 mil profissionais que estão arriscando as próprias vidas para que outras sejam salvaguardadas. Em reconhecimento a esse esforço, o abono salarial vem sendo honrado pelo governo estadual desde maio.

Mais uma vez, Gladson reconheceu e parabenizou a determinação desses funcionários públicos. Segundo Cameli, o Estado tem atuado de maneira firme para enfrentar a pandemia e a atuação dos trabalhadores da Saúde será fundamental para que a doença seja superada.

“Esses profissionais são verdadeiros guerreiros e merecem ser valorizados. Não são todos que têm a mesma coragem deles de enfrentar o vírus. Por isso, estamos assegurando o pagamento do adicional de insalubridade neste mês de dezembro. Aproveito a oportunidade para agradecer, de coração, a cada um deles por estarem combatendo na guerra contra o coronavírus com tanta dedicação”, afirmou.

Outro assunto abordado durante o encontro é o início dos debates em torno da reformulação do Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações (PCCR) dos servidores da Saúde. Em comum acordo, governo e sindicato definiram para o próximo dia 19 de janeiro a realização da primeira reunião para tratar do assunto.

“Este é o sonho do servidor da Saúde há décadas. Desde a sua criação, o plano jamais foi reformulado. A reformulação vai restabelecer diversos direitos dos trabalhadores, o nosso poder de compra e também vai corrigir as injustiças que foram feitas 20 anos atrás”, explicou o presidente do Sintesac, Adaildo Cruz.