O deputado estadual e infectologista Jenilson Leite ( PSB) pediu a aprovação do PL de sua autoria, que reconhece como acidente de trabalho no âmbito do Estado do Acre, os profissionais de saúde morto ou sequelados em decorrência do novo coronavirus.

Na sessão remota, o deputado que é médico infectologista, além de pedir a aprovação do projeto aos colegas, Jenilson também agradeceu os profissionais de saúde do Acre pelo esforço em salvar vidas. “O problema que mais casou estrago, repercussões, na vida do povo brasileiro e do povo acreano, este ano, foram os problemas de saúde pública , propriamente a pandemia covid-19”, contextualiza o parlamentar.

” As pessoas que estiveram na linha de frente, lutando contra essa doença e tentando salvar vidas, merecem o nosso reconhecimento pelos feitos e dedicação. Por isso nessa minha última fala no pequeno expediente desse ano, deixo registrado o meu reconhecimento e agradecimento a cada trabalhador de saúde”, agradeceu o deputado.

Leite também pediu que fosse votado e aprovado o PL de sua autoria, apresentado em 14 se abril de 2020, que reconhece como acidente de trabalho os trabalhadores da área de saúde morto em decorrência de terem contraído a covid-19. A aprovação beneficiará as famílias com uma pensão. ” Presidente Nicolau Júnior e o presidente da CCJ, quero aqui fazer um pedido, nós que colocássemos em pauta o PL de autoria do nosso mandato, que busca fazer o reconhecimento dos problemas, das sequelas que os servidores de saúde tiveram, ou dos óbitos que tivemos na área de saúde, como acidente de trabalho. Porque não foi outra coisa senão isso. Aqueles Trabalhadores que faleceram, ou os que ficaram sequelados, que não são poucos, com problemas pulmonares, cardiovasculares ou de outra natureza, fossem reconhecidos como acidente de trabalho”.

Segundo Leite, o projeto é uma maneira de reconhecer o tão nobre e tão grande esforço que o trabalhador em saúde pública do Estado Acre fez, nos mais diversos municípios e da nossa capital ” com intuito de salvar vidas e lutar contra o covid-19″.

Jenilson concluiu sua fala pedindo que o governo do estado renove o auxílio para aqueles trabalhadores que não tinha insalubridade, como também a dobra da insalubridade dos que já tinham, enquanto durar a pandemia.