Na manhã desta terça-feira (15), o prefeito de Rodrigues Alves, Jailson Amorim, participou da última sessão de 2020 do Poder Legislativo, onde na oportunidade aproveitou para falar dos benefícios feito no município inclusive na área administrativa.

Durante seu pronunciamento, o gestor iniciou agradecendo a todos pela oportunidade de poder administrar por mais quatro anos esta cidade. Em seguida ele destacou alguns pontos importante que refletirão a responsabilidade de uma gestão de um ano para outro.

Seguindo o seu esclarecimento, Jailson afirmou na tribuna que durante esses cinco meses que passou à frente da prefeitura, ele e sua equipe procuraram colocar as coisas no rumo certo e complementa afirmando que o município vai entrar o ano kit com o servidor público, kit com os encargos sociais, kit com 80% dos credores, mas até o dia 30 o prefeito acredita que o município estará 100% dos kit com os credores.

“Nós viemos aqui hoje para agradecer a nossa população por tudo que tem feito por nós, pela minha pessoa, como: vice-prefeito (dois mandatos), prefeito por cinco meses, coloquei meu nome a disposição para a população como candidato a prefeito e tivemos aí quase seis mil votos. Foi o maior percentual de todo o estado nas eleições deste ano para prefeito, mas isso só foi possível porque a população acreditou e acredita, que a gente ao longo desses cinco meses, estamos conduzindo a prefeitura aí buscando cada vez mais valorizar o nosso povo de Rodrigues Alves, valorizar os nossos servidores e valorizar a nossa vida aqui”, destacou o prefeito Jailson.

Finalizando a sua manifestação na tribuna da Casa do Povo, o prefeito advertiu os vereadores para que antes de votar nos projetos para os os parlamentares conversem entrem em acordo, inclusive o prefeito Jailson Amorim encaminhou uns projetos para serem apreciados e votados na Câmara e conclui afirmando que diante de muito esforço do Poder Público Municipal, a prefeitura vai conseguir dar um abono salarial para os professores, serventes, garis, vigias, motoristas, servidores da saúde e outros, dentro das possibilidades da prefeitura, o que será considerado pouco, mas que é o que está no limite da economia do município.

“Se fosse bem maior um abono no final do ano, se o recurso permitisse, a gente dava do jeito que a gente queria, mas nós vamos dar este abono para todo os nosso servidores, dentro das nossas condições, dentro do que dá para a gente fazer, enxugando ali e sobrando do fundeb para dar para os professores e isso nós estamos fazendo para ajudar, para dar um incentivo no final de ano. Vamos pagar o ultimo mês agora dia 18 e este abono nós queremos pagar após o natal para que os nossos servidores possam ter um dinheirinho dia 31 para fazer as suas ceias de fim de ano com as famílias e ajudar”, concluiu.