A declaração de Rodrigo Maia foi divulgada pelo deputado Glauber Braga, que protestou contra a privatização da Eletrobrás – (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados | Marcos Corrêa/PR)

Brasil 247 – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), acusou o ministro da Economia, Paulo Guedes, de direcionar a privatização da Eletrobrás para beneficiar determinados compradores e acionistas.

Durante palestra a no 19º Fórum Empresarial Lide, na sexta-feira (11), Maia criticou a inoperância de Paulo Guedes em relação às privatizações prometidas e fez a grave denúncia.

“Estou procurando as privatizações. Nenhuma. A única que ele colocou está sob suspeição, que é a Eletrobrás. Porque [Guedes] está negociando modelagem para beneficiar acionista, incluindo uma usina que a concessão vence agora”, afirmou Maia. 

“Está sob suspeição, porque querem incluir uma usina isso vai beneficiar os acionistas da Eletrobrás. Quero ver o ministro falar que é mentira, porque é a equipe dele que fala isso”, acrescentou o presidente da Câmara. 

A declaração de Rodrigo Maia foi divulgada pelo deputado Glauber Braga (PSOL), que protestou contra a privatização da Eletrobrás. 

Ainda durante sua participação no fórum do Lide, Maia disse que o governo está oferecendo emendas e cargos a parlamentares para votarem em seus indicados. 

“Eles falaram muito em limpar a política, em modernizar a política, e eles estão propondo, algo que eu tenho certeza que o Parlamento não vai aceitar, que é se colocar à venda por emenda ou por cargo. Eu tenho certeza que a Câmara vai ser muito maior do que isso e vai eleger um presidente da Câmara independente”, disse Maia.