A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Esporte e Lazer Garibaldi Brasil (FGB), informa que foi realizado todos os pagamentos do Edital 06/2020 – Subsídio para Espaços Artísticos e Culturais, que contemplou 31 espaços culturais no valor de 7 mil reais.

O objetivo desse edital é a manutenção dos espaços artísticos e culturais. O subsídio mensal previsto no inciso II do art. 2º da Lei Federal Aldir Blanc nº 14.017, que destina esse valor para emergências do setor cultural, que tiveram as suas atividades interrompidas por conta da pandemia.

“ A pandemia trouxe um cenário muito difícil para a economia criativa, para os fazedores de cultura. A lei Aldir Blanc ela vem com esse propósito de contribuir e amenizar os danos causados aos fazedores de cultura. Levando em consideração a continuidade dos espaços culturais como: escolinhas de instrumentos e violão, terreiros de capoeira, espaços teatrais entre outros. A lei Aldir Blanc pensou na manutenção desses espaços, então abrimos um edital e tivemos 31 projetos contemplados e realizamos o pagamento de todos os projetos”, enfatizou o presidente da FGB, Sérgio de Carvalho.

O Mestre Arrepiado representante do Grupo Cordão de Ouro da capoeira, fala da importância desse incentivo econômico para a cultura, nesse momento de pandemia. “Em meio a pandemia onde todos nós fomos impedidos de exercer nossas atividades, ficamos de fato em estado de vulnerabilidade com muita dificuldade financeira. Então uma proposta dessa como a lei Aldir Blanc que veio para contribuir com os fazedores culturais, temos que agradecer, porque é muito importante esse incentivo para o setor cultural, estimulando a cultura como um todo em variados segmentos. Falando do meu segmento que é a capoeira, nós somos muito gratos, porque estamos conseguindo desenvolver nossas atividades e com a intenção de promover cultura”, destacou o artista.

Texto: Assessoria de comunicação da Fundação de Cultura, Esporte e Lazer Garibaldi Brasil