Onze pessoas foram presas na manhã desta segunda-feira (7) pela Polícia Civil durante a Operação Aitofel, na cidade de Feijó. As equipes cumpriram 19 mandados judiciais durante ação.

Destes mandados, oito eram de busca e apreensão e 11 de prisão contra pessoas ligadas a facções criminosas. Cinco dos presos seriam conselheiros das organizações.

Ainda segundo as investigações, essas pessoas faziam parte do núcleo que tomava decisões criminosas na facção. Segundo a polícia, a operação é o desdobramento da Operação Cabalar.

A ação contou que a parceria do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) e de do Poder Judiciário.

Nome da operação

Aitofel faz referência ao conselheiro e amigo íntimo do rei Davi, citado na bíblia. Segundo o livro sagrado, Aitofel traiu o rei Davi e passou a aconselhar Absalão, filho de Davi e que tinha usurpado o trono do pai, e organizando uma guerra contra o rei. Contudo, os conselhos não foram seguidos e Aitofel morreu tragicamente.

Do G1 Acre