Uma cena contagiante repercute nas redes sociais neste final de semana, após o médico Tufic Mizael Saadi Filho, com mais de 40 anos de profissão, interpretar a música “Era Um Garoto Que Como Eu Amava Os Beatles E Os Rolling Stones”, do grupo Engenheiros Do Hawaii, no palco de um restaurante de Brasiléia, no interior do Acre.

A apresentação musical já tem centenas de visualizações, e mostra o idoso cantando e chamando a o público do restaurante para cantar junto com ele. Tufic é acompanhado por uma criança, que dança e tenta interpretar a música gravada pela primeira vez na década de 1960, pela banda Os Incríveis, em homenagem aos fãn dos Beatles e Rolling Stones.

HISTÓRIA DA MÚSICA – “Era Um Garoto Que Como Eu Amava os Beatles e os Rolling Stones” é uma canção de rock brasileira gravada em 1967 pela banda Os Incríveis, presente no álbum Para os Jovens Que Amam os Beatles, os Rolling Stones e… Os Incríveis.

A canção é a versão em português, de Brancato Júnior (na época empresário da banda), da canção italiana C’era un ragazzo che come me amava i Beatles e i Rolling Stones, composta por Franco Migliacci e Mauro Lusini, e gravada por Gianni Morandi em 1966.

A canção fala de um jovem estadunidense, guitarrista, que teria sido convocado para a Guerra do Vietnã, e que perdeu sua juventude, seu futuro como músico e sua vida na guerra (“Ao seu país não voltará, pois está morto no Vietnã”), e em cujo peito, sem coração, restaram apenas duas medalhas.

Em 1990 a canção ganhou uma versão cover da banda Engenheiros do Hawaii, presente no álbum O Papa É Pop, e a banda KLB também a regravou em seu álbum de estúdio, KLB Bandas.

Veja o Vídeo:

João Renato Jácome, do Notícias da Hora