O suspeito de matar o morador de rua Daci Costa Coelho, de 61 anos, em setembro deste ano, foi preso por agentes da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) durante cumprimento de mandado de prisão preventiva, nessa segunda-feira (30). O homem foi identificado como Edivan Melo de Araújo e também seria morador de rua.

O delegado responsável pelo caso, Marcus Cabral, informou que durante o interrogatório o homem disse que não lembrava do que tinha acontecido naquele dia. No entanto, testemunhas confirmaram que ele foi o autor do crime.

O idoso foi morto a tijoladas no dia 12 de setembro deste ano em um restaurante desativado no Parque da Maternidade, no Centro de Rio Branco. O corpo dele foi achado por populares que passaram no local e acionaram a polícia.

Foram encontrados vários pedaços de tijolos próximos da vítima. O homem tinha ferimentos pelo rosto e cabeça.

“Durante a oitiva, ele disse que não se lembrava de nada, mas ficou comprovado por conta das testemunhas. Pelo que foi apurado, não houve uma briga anterior, ele estava sob efeito de drogas e, ao que tudo indica, foi um surto mesmo motivado pelo uso excessivo de entorpecentes”, afirmou o delegado.

O inquérito foi concluído e encaminhado ao Judiciário. O suspeito foi levado para o Complexo Penitenciário de Rio Branco, onde deve aguardar os trâmites do judiciário. Do G1 Acre.