Uma denuncia ao 190 (Emergência) na cidade de Xapuri, fez com que uma guarnição do 10º Batalhão da Polícia Militar do Município, se deslocasse até o bairro Braga Sobrinho na noite deste domingo, dia 29, onde estaria acontecendo uma perturbação da ordem por pessoas que moram em um ‘quarteirão’.

Ao chegarem no local, depararam com indivíduos com uma caixa de som em alto volume, perturbando o sossego do restante dos moradores. Em dado momento, perceberam que um deles estaria com um grande volume por debaixo da camisa, e quando perceberam que uma mulher havia pulado pela janela dos fundos de um dos apartamentos.

Ao iniciarem buscas no local, perceberam que havia dois jarros de plantas debaixo da pia do apartamento e aparentava ser a cannabis sativa (maconha). Em mais vistorias no local, foi localizado uma escopeta calibre 16 com escrita de apologia a grupos criminosos.

Em mais buscas, uma arma de pressão também foi localizada modificada para receber munição calibre 22, enrolada em uma coberta, além de mais duas munições. Mais um cartucho para a escopeta e espoletas estava no local.

No momento da chegada dos policiais, além da mulher que foi identificada e localizada, um outro suspeito também se evadiu pelo meio da mata portando algo que aparentava ser uma arma na cintura.

A mulher, Antonia Maísa Ferreira Martins (19), juntamente com Claudio Roberto Bezerra Filho (23), foram conduzidos para a delegacia onde deverão explicar ao delegado plantonista, a produção de maconha, porte ilegal de armas, perturbação do sossego e associação ao tráfico.

O caso está nas mãos do judiciário do município de Xapuri.

Por Alexandre Lima – oaltoacre