A presidente do Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores, Selma Neves, chamou, em um áudio enviado a um grupo de mulheres no WhatsApp, a prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB) de “vagabunda” e o prefeito eleito Tião Bocalom de “opressor”. 

“Bocalom não precisa nem dizer quem ele é. Ele está do lado de quem? Eles só massacraram a gente. São da direita. Nós defendemos a bandeira de esquerda. Quem deu voz a nós foi a esquerda. Estou fora”, disse Neves.

Ao falar às companheiras de grupo, no início do áudio, a petista faz um relato sobre a discriminação. Em seguida, ela comenta as eleições municipais na capital acreana e ataca dizendo que a prefeita Socorro Neri e Tião Bocalom não precisam delas.

Entramos em contato com a assessora da prefeita Socorro Neri, Socorro Camelo. Esta informou ao Notícias da Hora que Socorro Neri vai mover uma ação judicial pedindo retratação por parte de Selma Neves e a sua condenação por injúria e difamação.

Ouça o áudio:

Willamis França, do Notícias da Hora