O ato aconteceu na sexta-feira (27) e durante toda manhã os oficiais reivindicaram pautas que consideram de extrema importância para suas carreiras. Dentre as principais cobranças estão a melhoria de salário e a mudança na forma de pagamento da produtividade. 

Um dos organizadores do movimento e dirigente do sindicato, James Cley alertou a presidência do Tribunal de Justiça sobre as pautas e reivindicações da categoria. Segundo ele os oficiais de Justiça estão sendo prejudicados com a forma de remuneração indenizatória pela entrega de mandatos.

“Estamos a 8 anos tentando acabar com esse sistema de remuneração, pois indenização, não é salário. Os problemas se agravaram durante a pandemia do novo coronavírus, nossos serviços foram altamente impactados, pois o número de mandados foi diminuído consideravelmente, por conta dos atos virtuais”, questionou James Cley.

Durante as falas e faixas expostas no ato, oficiais cobravam posicionamento do presidente do TJAC Francisco Djalma, que não se posicionou sobre as reivindicações dos servidores.

O Ato recebeu apoio de sindicatos da categoria de outros estados e teve a participação de forma virtual, do Presidente da Associação Federal dos Oficiais de Justiça do Brasil (AFOJEBRA), Edvaldo Lima.

Veja o Vídeo l:

Veja o Vídeo ll: