Administrar em meio a pandemia não é para qualquer um. Claramente, o candidato à prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, já mostrou que seria um desastre em meio a pandemia, caso venha ser eleito nestas eleições.

Recentemente, ao ser questionado sobre a volta as aulas em uma entrevista, o candidato do Progressistas afirmou que as crianças não tiveram tanto problema com a Covid-19 (como se fosse um caso de relação) e foi mais além dizendo que nós precisamos pegar Covid-19 para ficarmos imunizados. A pergunta é: Quem deu esta garantia à ele?

Mesmo sem conhecimento algum, o candidato a prefeito pelo PP, Tião Bocalom, sinalizou que se ganhar pretende retomar as aulas presenciais em Rio Branco. Bocalom que é professor de formação, fala sem conhecimento científico, que todos precisam se infectar logo de COVID-19, para que possam criar anticorpos.

Quando fala que crianças são assintomáticas, Bocalom esquece que por trás de uma criança sentada na cadeira da sala de aula, tem as merendeiras, serventes, professoras, essas com grande percentual de problemas e no grupo de risco.

Teria mesmo a prefeitura de Rio Branco, estrutura para fazer revezamento de profissionais da educação infectados pelo COVID-19 e encarar os pais ao decidir retornar as aulas antes da vacina?

Veja o Vídeo: