A detenta Jamilly Ferreira Barbosa, 39 anos, foi achada morta dentro da Unidade de Regime Fechado Feminina de Rio Branco na manhã deste domingo (22). O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) confirmou que Jamilly dividia a cela com mais duas presas e foi encontrada morta com um corte no pescoço.

“Mais cedo, durante a contagem das presas, as policiais penais de plantão não registraram nenhuma alteração. Já no momento da verificação de estrutura, as profissionais encontraram a detenta Jamilly Ferreira Barbosa sem vida, com um corte no pescoço. Ao questionar às demais presas da cela, estas informaram que o corte havia sido feito com lâminas de aparelhos de barbear”, informou a nota do Iapen.

O Iapen disse que aguarda a divulgação do laudo da perícia técnica que informará as reais circunstâncias da ocorrência. “Além disso, o Instituto tomará medidas administrativas internas para apuração do ocorrido”.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas ao ao chegar ao local, apenas foi possível registrar o óbito. As policiais penais acionaram o Instituto Médico Legal para a realização da perícia técnica.

Por Aline Nascimento, G1 Acre