Um homem foi preso pela Polícia Civil da cidade de Mâncio Lima, suspeito de estuprar as duas cunhadas de 10 e 11 anos. Uma das vítimas contou para a mãe, que procurou a polícia na quarta-feira (18).

Na noite de quinta (19), a polícia cumpriu o mandado de prisão e levou o suspeito para a delegacia. Ele ficou calado e não quis se manifestar sobre as acusações.

A polícia ouviu as meninas, que contaram detalhes dos crimes, e pediu o exame de conjunção carnal. Segundo o delegado responsável pelas investigações, Obetâneo dos Santos, os exames comprovaram os abusos.

“Estavam à disposição dele, moram em frente à casa dele, e por ser irmãs da mulher, tinha acesso quando queria. Elas parecem assustadas demais, estive presente durante o interrogatório porque não tem delegada na cidade e relataram como tudo aconteceu. Eram ameaçadas, sacaneadas. Estão com problemas sérios, preciso da atenção do Estado”, afirmou.

Ainda segundo o delegado, a primeira vítima do suspeito foi a menina de 11 anos. Em seguida, ele também abusou da criança de 10 anos e passou a fazer ameaças, caso as vítimas o denunciassem.

“A menina de 11 anos tentou cometer suicídio, a menor viu e contou para a mãe. A mãe delas me procurou na quarta. Decidi pela prisão, mandei fazer o exame de corpo de delito e foi decretada a prisão dele”, relatou.

O suspeito já tem passagem pela polícia por tráfico de drogas em Rio Branco. A polícia pediu ajuda assistencial, psicológica e acompanhamento para as vítimas.

“São de origem humilde. As pessoas até desconfiavam, mas, pelo fato de ser genro, cunhado, de estar na família ficavam no dilema. Mas, tem uma hora que não dá mais. Tem que fazer acompanhamento psicológico, socioeconômico e dar assistência para as vítimas”, concluiu.

Por Aline Nascimento, G1 Acre