O governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), promoveu a reunião técnica da Comissão Estadual de Gestão de Riscos Ambientais (Cegdra) para a apresentação dos resultados das operações de fiscalização e combate aos crimes ambientais no período de estiagem. Mais de 30 instituições envolvidas nas missões de Comando e Controle participaram do evento online que pode ser acessado por meio do link: https://www.youtube.com/watch?v=y3VtLoRN6go.

Com destaque para as ações contra queimadas, desmatamentos ilegais e invasões nas florestas públicas, as instituições detalharam os resultados durante a reunião com duração de duas horas, realizada na modalidade webinar no canal da Sema no Youtube.

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani, agradeceu a todas as equipes pelo trabalho de excelência realizado durante as missões integradas. “Sem dúvida nenhuma, o Estado nunca esteve tão presente no combate aos ilícitos ambientais. Sabemos que o desafio para conter o avanço do desmatamento e também das invasões nas florestas continua, mas a nossa atuação conjunta tem sido uma resposta eficiente de comando e controle”.

O diretor-presidente do Instituto de Meio Ambiente do Acre, André Hassem, destacou a atuação das equipes. “Estivemos em campo, com ações integradas e totalmente planejadas e o resultado é expressivo. Foram aplicados mais de R$ 11 milhões em multas somente pelo Imac e o trabalho de educação ambiental não parou”.

André destacou ainda que foi assinado um Termo de Cooperação Técnica (ACT) entre o Imac e a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) para garantir o cumprimento de metas para pagamento das multas por crimes ambientais aplicadas em todo o estado.

O comandante do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) da Polícia Militar (PMAC), Kleison Albuquerque, agradeceu o apoio das instituições governamentais.

“As operações em campo foram bem-sucedidas, nós somos os melhores, ninguém opera em campo no Acre como o BPA opera, mas a gente precisa desburocratizar os processos e liberar recursos para melhorar nosso padrão de trabalho para o próximo ano”.

Representantes do Exército Brasileiro, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) também apresentaram números referentes às operações dos órgãos federais no Acre.