O Atlético-AC mais uma vez lutou, mas pela quarta rodada acabou derrotado e segue sem saber o que é vencer no Campeonato Brasileiro Feminino A2. Nesse sábado, no estádio Nilton Santos, em Palmas (TO), o time acreano perdeu por 3 a 2 para o São Valério-TO, resultado quem mantém a equipe na lanterna do grupo B.

As donas da casa abriram 2 a 0 de vantagem antes dos 10 minutos, mas com gols da meia Jaqueline ainda no primeiro tempo, aos 29 e aos 46 minutos, este de pênalti, o Galo Carijó chegou ao empate. No segundo tempo, o São Valério conseguiu a vitória com um gol de falta, aos 38 minutos.

A artilheira do Atlético-AC na partida e agora na competição ressalta que erros no início do jogo foram prejudiciais e admite que o resultado desanima. No entanto, destaca que a equipe está em evolução e pode crescer com o passar do tempo pensando em competições futuras.

– Infelizmente não saímos com resultado positivo, era o que queríamos para melhorar a motivação do grupo. O time teve alguns erros no começo do jogo e foi onde prejudicou, conseguimos o empate mas, infelizmente, elas foram felizes numa cobrança de falta. Uma derrota que acaba desanimando, sabemos das dificuldades que o time anda passando e com isso bate o desânimo. Nosso objetivo era conseguir essa vitória para dar uma felicidade no grupo. Eu estou chegando agora e vejo um time em construção e a tendência é só evoluir – afirma.

Eliminado, o Atlético-AC se despede da competição na sexta-feira (13), contra o Fortaleza, vice-líder do grupo. Jaqueline reconhece a força das adversárias, mas garante que lutam em campo pela vitória não vai faltar.

– Agora temos que seguir em frente com último confronto contra Fortaleza, um time forte e bem estruturado. Sabemos da batalha que teremos contra elas, continuaremos lutando mesmo diante das dificuldades – finaliza.

A partida contra o Fortaleza, na sexta-feira, pela quinta rodada da primeira fase, será disputada na Arena Acreana, em Rio Branco (AC), às 16h (de Brasília).

Por Globo Esporte Acre