Trump discursa em comício de campanha em Omaha, no Estado do Nebraska. 27/10/2020 (Foto: REUTERS/Jonathan Ernst)

Brasil 247 – O presidente dos Estados Unidos e candidato à reeleição, Donald Trump, tuitou na manhã desta quinta-feira (5) uma mensagem demandando que a contagem dos votos nos estados remanescentes seja interrompida.

“INTERROMPAM A CONTAGEM!, dizia a mensagem em português, em caixa alta.

Em torno de uma hora antes de Trump postar o tuíte, Joe Biden publicou uma mensagem demandando que todos os votos sejam contados.

Biden precisa de apenas mais 6 votos no Colégio Eleitoral para atingir a meta de 270, de acordo com a contagem de alguns veículos da imprensa, que incluem Arizona na lista, como a agência Associated Press e a Fox News. Já a CNN e o New York Times não contam Arizona e noticiam que faltam 17 delegados para eleger Biden. No primeiro caso, faltaria apenas o democrata vencer no estado de Nevada, onde, com 86% das urnas apuradas, tem uma vantagem de 0,6 pontos percentuais. Trump acumula até o momento 214 votos no Colégio Eleitoral. 

O republicando vem buscando interferir  na apuração dos votos em diversos estados chave, como Pensilvânia e Geórgia, que juntos somam 36 votos no Colégio Eleitoral. Nestes estados, a apuração demora mais por conta do alto número de votos enviados pelo correio, que, segundo especialista, devem ser favoráveis a Joe Biden.