Ribamar Trindade ocupará a vaga deixada pelo conselheiro José Augusto  Araújo de Farias. Que faleceu no dia 12 de julho de 2020 por ter contraído o novo coronavirus.

O  Plenário da Casa do Povo  referendou, por 21 votos, a decisão da comissão especial que sabatinou Trindade. Três deputados estavam ausentes.

Ribamar é indicação do governador Gladson Cameli, que a fez após decisão do Tribunal de Justiça do Acre sobre mandado impetrado pela Associação Nacional de Auditores de Contas que defendia a nomeação da auditora Maria de Jesus, não aceita em função da idade.

Jenilson assumiu a presidência da ALEAC, na  quinta-feira (29),   em função do afastamento do titular e tem  dado  sequência com serenidade na aprovação dos projetos de interesse do povo acreano.  ” Aprovamos o nome de uma pessoa que tem qualificação para ocupar o lugar de conselheiro do TCE. Ele tem um currículo admirável e a Casa entendeu que ele merecia o nosso aval. Desejo boa sorte ao conselheiro Ribamar Trindade”, disse o presidente da ALEAC.

Jenilson destacou que os projetos de interesse do Acre,  seja dos deputados, seja  do Palácio Rio Branco, todos,  serão apreciados com a devida urgência e que ele mesmo vai se empenhar para que sempre haja consenso nas votações. ” Vamos trabalhar pela harmonia dos poderes, colocando o interesse dos acreanos em primeiro lugar. Todos os projetos serão apreciados com a devida urgência que cada um requer, seja do Palácio Rio Branco, seja dos deputados. Temos que buscar sempre o consenso pelo melhor do nosso povo”, disse Leite.

Ribamar Trindade foi indicado pelo governador Gladson Cameli para ter seu nome apreciado pela Assembleia Legislativa do Acre.