A prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Seinfra), está em fase de conclusão da reforma das edificações do Parque Capitão Ciríaco. 

O trabalho desenvolvido pelo Município inclui o plantio de seringueiras e outras espécies nativas da região como mulateiro, castanheira e frutíferas. O manejo do solo e reflorestamento do Parque Capitão Ciríaco conta com o apoio da Embrapa Acre nas recomendações técnicas pertinentes à parte florestal.

De acordo com Aberson Carvalho, secretário de Meio Ambiente de Rio Branco, o compromisso da prefeitura é de investimentos e resgate da nossa história. Os parques Capitão Ciríaco e Chico Mendes passam por reformas, sendo que as obras do Parque Capitão Ciríaco estão em fase de acabamento.

“A revitalização do Parque Capitão Ciríaco é um resgate do único seringal urbano do Brasil e isso busca apresentar a nossa identidade, a identidade do acreano, além de fortalecer nossa política de turismo. O Parque Horto Florestal já está em funcionamento e as pessoas já voltaram a caminhar no espaço, respeitando as normas determinadas pelo comitê de saúde”, observou Aberson.

O secretário lembrou, também, que a prefeitura decidiu assumir a manutenção dos parques Tucumã e Maternidade e, como uma das ações da “Operação Força Máxima”, desenvolvida em parceria com o governo do Estado, realiza manutenção dos parques da cidade com limpeza, roçagem, recuperação de fontes, postes e também das pontes.

Filho de seringueiro e morador vizinho ao Parque Capitão Ciríaco, Ademar Lebre, visita o local com frequência. “Aqui é uma área de lazer muito importante, no coração de Rio Branco, isso não tem preço. Meu pai, Alberto Lebre, foi seringueiro e eu o acompanhava na estrada de seringa lá na Serra do Divisor, em Mâncio Lima, este seringal me faz recordar dele”, destacou.