A prefeita e candidata à reeleição, Socorro Neri40, participou na manhã desta quarta-feira, 28, do debate entre os candidatos à Prefeitura de Rio Branco promovido pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Acre (Sinspjac). 

Em sua fala inicial, cumprimentando os servidores públicos pelo dia que é celebrado nesta quarta, Socorro Neri40 destacou que desde que assumiu a Prefeitura da capital, há pouco mais de dois anos, buscou fazer os ajustes necessários para garantir os recursos financeiros e as condições de trabalho para toda a sociedade e servidores públicos municipais.

“É na condição de servidora pública, há 37 anos, que estou dirigindo a Prefeitura de Rio Branco. Nasci no Seringal São Luís, no Rio Tarauacá, e cheguei em Rio Branco em 1980 para estudar. E foi por meio da Educação, onde me formei em pedagogia, depois fiz mestrado e doutorado em Educação, que consegui mudar a minha vida”, destacou.

No primeiro bloco, Socorro Neri40 foi sorteada pelos organizadores do debate para falar sobre a Educação Municipal.

“A Educação em Rio Branco é considerada a segunda melhor entre as capitais brasileiras, segundo o Ideb [Índice de Desenvolvimento da Educação Básica]. E também estamos em segundo lugar no Ioeb, que é o índice que mede as oportunidades na Educação para crianças e jovens da rede municipal. Ainda há muito o que ser feito e o nosso desafio para os próximos anos é abrir mais vagas nas creches onde temos um déficit. Nesses dois anos temos feito a entrega de material escolar para todas as nossas crianças. Na próxima gestação pretendemos ofertar notebooks para que nossos alunos e professores possam participar de um sistema híbrido, pois nossa retomada pós-pandemia terá de ser assim”.

Sobre a previdência municipal, Socorro Neri40 disse que o aumento da alíquota de 11% para 14% na contribuição dos servidores municipais se deu para cumprir uma exigência da reforma da previdência feita por deputados e senadores ano passado. Se o município não se adequasse ficaria impedido de receber recursos de emendas parlamentares, convênios e operações de crédito com garantia da União.

Quando questionada sobre infraestrutura, Socorro Neri40 disse que em seus dois anos à frente do Município fez a reforma administrativa que cortou gastos, cargos comissionados e reduziu o número de secretarias, o que possibilitou que o orçamento de Rio Branco para novos investimentos passasse de 3% para 11%.

Socorro Neri40 disse que são mentirosas as notícias de que sua gestão fez consulta ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) para a retirada de recursos da Educação. “O questionamento que fizemos ao TCE em maio de 2020, não visava retirar dinheiro da educação, apenas saber o que fazer se, em razão da suspensão das aulas presenciais, o município não conseguisse aplicar o percentual mínimo de 25% em educação. Preocupação que já foi descartada com o redirecionamento de investimentos para aquisição de equipamentos, mobiliário e reforma de escolas”.

Sobre saneamento básico, Socorro Neri40 lembrou que a desestatização de água e esgoto vem desde o governo passado, que contratou Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para fazer isso. Só não concluiu do final do ano passado pra cá porque ela não cedeu às pressões.