Depois de grandes atos com os setores da Educação, Saúde e com as Mulheres, nesta quarta-feira, 21, foi a vez dos fazedores de cultura participarem de uma conversa propositiva com a prefeita e candidata à reeleição Socorro Neri40.

Músicos, cantores, atores, atrizes, escritores, pessoas ligadas ao audiovisual e as mais variadas formas de se fazer arte puderam ouvir as propostas de Socorro Neri40 para os próximos quatro anos. A prefeita também aproveitou o momento para ouvir sugestões e fazer um balanço do que foi possível realizar em pouco mais de dois anos no comando da Prefeitura de Rio Branco.

“Nesse período em que estou na Prefeitura, demos passos importantes e também estruturantes, mas ainda há um longo caminho a ser percorrido pra chegarmos aonde queremos e tenho plena consciência disso. Nesse próximo mandato, se assim me for concedido, eu tenho o compromisso de reestruturar a nossa Fundação Municipal de Cultura Garibaldi Brasil. E o primeiro passo é a realização de um concurso público para servidores efetivos. E se vocês olharem para o nosso plano de governo, vão ver que essa mesma proposta se estende para a área do Esporte”, disse Socorro Neri40.

A prefeita também afirmou que sua administração trabalhou pelo fortalecimento do Sistema Municipal de Cultura. “Eu tenho muita convicção, e por isso que sou candidata, que vamos consolidar esse novo jeito de caminhar e fazer as mudanças necessárias. Quero pedir pra vocês essa oportunidade de continuarmos trabalhando. Esse ano nós investimos na Fundação Garibaldi Brasil quase cinco milhões. O nosso plano de governo não tem fixado um percentual mínimo na área da cultura, mas hoje eu assumo esse compromisso com vocês”.

O candidato a vice-prefeito, Eduardo Ribeiro, disse que com muito esforço a prefeita Socorro Neri40 conseguiu aumentar o orçamento da Cultura em mais de 11%.

“Quero dizer pra vocês que estou junto nesse desafio com a professora Socorro Neri para promover cada vez mais uma cultura inclusiva e sem preconceitos porque, pra mim, o principal princípio da Cultura é a liberdade, e é isso que nós vamos fazer”.

O presidente da Fundação Garibaldi Brasil, Sérgio de Carvalho, lembrou que logo que assumiu a Prefeitura da capital, uma das primeiras agendas de trabalho de Socorro Neri40 foi participar do Fórum Municipal de Cultura. “Nesses dois anos nós conseguimos reativar as câmaras temáticas, e o Conselho de Cultura que já estava há três anos desativado voltou a funcionar. Conseguimos garantir três etapas do circuito junino, que era um sonho antigo, e depois de muito tempo estamos conseguindo reformar o Parque Capitão Ciríaco. Entregamos o Centro Cultural do Taquari, que era uma lavanderia abandonada, e com essa mesma vontade de fazer que conseguimos reformar o auditório da sede da FGB e transformá-lo num teatro que ganhou o nome de Maués Melo. Então, meus amigos, são por esses motivos que acredito que a prefeita merece essa chance de continuar fazendo esse excelente trabalho por Rio Branco”, concluiu.

Para o presidente da Federação de Teatro do Acre (Fetac), Lenine Alencar, ter uma mulher a frente da Prefeitura de Rio Branco, num país machista, misógino, racista e homofóbico é um ganho. “Quando a prefeita decide acabar com a política de balcão, ela deixa de fazer política de governo e faz política de Estado, que é muito mais importante e nós dá uma ideia de sua responsabilidade”, disse.

Segundo a atriz e educadora, Marília Bomfim, a forma de fazer gestão da prefeita Socorro Neri proporcionou que o Sistema de Cultura fosse fortalecido e mais artistas fossem contemplados, “Hoje nós estamos com muitos editais abertos, graças a isso. Eu estou aqui, mas tem gente lá em casa com o computador aberto fazendo projeto. Nós da cultura desejamos que a senhora tenha ainda mais sucesso e já olhamos pra senhora como nossa prefeita por mais quatro anos”, finalizou.