O escritório da empresa na avenida Silvestre Coelho bairro Bosque, amanheceu cercado de Policiais Federais que ainda não revelou de que se trata. Em seguida outro grupo entrou nas dependências da ALEAC- Assembléia Legislativa do Acre.

Os agentes levaram documentos e em seguida fizeram buscas na residência do ex-diretor financeiro da ALEAC, ainda da gestão de Ney Amorim. O alvo era Adalcimar, peça chave nas investigações que apura possíveis desvios de recursos daquele poder.

Trabalhadores que prestam serviços para essa empresa Pimentel, reclamam dos constantes atrasos de pagamento de salários. Também não se sabe se a operação tem relação com contratos entre a mesma e algum órgão público.

Em breve mais informações;