Assessoria – Com o objetivo de realizar um alinhamento administrativo e operacional, o governo do Acre, por meio das secretarias de Planejamento e Gestão (Seplag), da Fazenda (Sefaz), da Casa Civil e da Controladoria Geral do Estado (CGE), realizou nesta quinta-feira, 22, reunião com os gestores de todos os órgãos da administração direta e indireta do Estado.

O secretário da Casa Civil, Ribamar Trindade, ressaltou que o objetivo é pactuar algumas medidas que irão melhorar os fluxos internos administrativos e jurídicos para os gestores do governo do Estado.

“A intenção do governador Gladson Cameli é pactuar algumas medidas que irão melhorar os fluxos internos e administrativos garantindo segurança jurídica para os gestores e governo, garantindo assim maior celeridade na execução dos processos”, destacou o secretário da Casa Civil, Ribamar Trindade.

O secretário de Planejamento e Gestão, Ricardo Brandão, enfatizou que “a reunião visou gerar alinhamento entre os gestores, passar a eles as medidas que o governo Gladson está adotando e fazer com que todos possam ser colaboradores nesse processo, para que tanto a gestão saia ganhando, quanto a sociedade possa receber os resultados desse trabalho de forma cada vez mais rápida e eficiente”. 

Durante a reunião, foi esclarecida aos gestores a finalidade de se instituir algumas medidas de trabalho como: apresentar uma proposta de reestruturação e redimensionamento da estrutura administrativa do Estado; estabelecer uma proposta relativa à instituição da política do sistema de custo do Estado; criar a proposta de um programa de monetização do Fundo Previdenciário; e apresentar uma proposta relativa às medidas possíveis para extinção de algumas empresas públicas que não funcionam mais e que geram despesas para o Estado.

Na reunião também foi discutido sobre os procedimentos operacionais relativos à alimentação do Sistema de Gestão de Recuso Público (GRP) e sobre o processo de realização de compras governamentais.

Além disso, o secretário de Estado da Fazenda, Rômulo Grandidier, expôs as principais medidas que os gestores devem adotar para garantir a regularidade junto à Receita Federal. E o controlador geral da CGE, Luís Almir Soares, fez uma exposição com as orientações sobre a gestão e fiscalização de contratos, a condução das diárias e as montagens dos processos administrativos.