Mudanças importantes na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) serão promovidas pelo governo federal e devem entrar em vigor em abril de 2021. Os condutores de veículos devem ficar atentos às alterações que passarão a fazer parte da rotina do trânsito em todo o país.

A primeira e mais importante mudança é quanto ao tempo de validade. De cinco, a CNH passa agora a valer por dez anos para condutores que tenham até 50 anos.

Já os motoristas que estão na faixa etária entre 51 e 70 anos precisam renovar o documento a cada cinco anos. Aos condutores que tenham de 71 anos em diante, a renovação é obrigatória a cada três anos.

“O que também mudou foi a quantidade de pontos que são necessários para suspender uma habilitação. Para quem possui duas ou mais infrações gravíssimas, são necessários 20 pontos”, explica o diretor-presidente do Detran/AC, Luiz Fernando Duarte.

Já quem tem uma infração gravíssima, a CNH só será suspensa após 30 pontos. Se não houver infração considerada gravíssima, a suspensão só se verifica se o motorista atingir 40 pontos.

No caso dos motoristas profissionais, a nova lei não leva em conta a natureza das infrações cometidas e o documento só é suspenso se o condutor chegar aos 40 pontos anuais.