Ação contou com atendimento de pediatra, médicas residentes, enfermeiras, psicóloga e assistente social Foto Júnior Aguiar/Secom

A semana começou de acolhida no Educandário Santa Margarida, em Rio Branco. Sensível às causas sociais, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio da Policlínica Tucumã, realizou na manhã desta segunda-feira, 19, atendimento médico especializado às 27 crianças em situações de risco social que vivem provisoriamente na instituição.

A sala de vídeo deu lugar ao consultório improvisado, assim como mesas e uma maca também foram adaptadas para que os profissionais pudessem trabalhar. O gerente-geral da Policlínica, João Paulo Silva, fez questão de acompanhar e permanecer no local durante ação, realizada também no período da tarde.

“A Policlínica já é parceira da casa, mas hoje resolvemos trazer a equipe para dentro do Educandário, conhecendo de perto a realidade em que essas crianças se encontram. Junto com o atendimento médico, trouxemos também psicóloga, assistente social e enfermeiras, além de medicação. O que sair daqui como demanda vamos levar para a Policlínica ou Fundhacre, caso seja necessário. Essa ação atende ao pedido do próprio governador Gladson Cameli, de fazer esses atendimentos fora da rotina diária da unidade. Então, a Policlínica sai do prédio e entra em campo hoje nesse momento histórico, acolhedor e muito emocionante em estar com essas crianças que não têm referência familiar e que hoje são cuidadas por essa casa. O mínimo que o Estado pode fazer é ofertar cuidado, atendimento e assistência a quem tanto precisa”, pontua.

O secretário de Estado de Saúde, Alysson Bestene também esteve no local durante a manhã. Ao lado da secretária-adjunta da pasta, Paula Mariano, disse que a intenção é continuar o trabalho que já é feito nas unidades, garantindo assim, uma assistência continuada, especialmente durante a pandemia. “Estamos no mês das Crianças e queremos que elas se sintam ainda mais acolhidas e amparadas, com assistência em saúde no ambiente que já proporciona maior segurança e que as crianças se sentem mais protegidas”, destaca Bestene.

Dando continuidade às ações sociais em meio à pandemia do novo coronavírus, a Secretaria de Estado de Saúde fez a doação de kits com máscaras de proteção e frascos de álcool em gel para todas as crianças. Fundado em 1942, o Educandário Santa Margarida atende crianças e adolescentes de 0 a 12 anos de idade sob medidas de proteção e em situação de risco.

O governo do Estado mantém convênio com a instituição. O repasse financeiro é muito importante para manter a folha salarial dos funcionários e funcionamento do abrigo.