Gladson Cameli e o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, reuniram-se em Rio Branco, para anunciar mais de R$ 15 milhões em investimentos para o Acre – Fotos: Odair Leal

Assessoria – O governador Gladson Cameli e o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, reuniram-se na manhã desta segunda-feira, em Rio Branco, para anunciar mais de R$ 15 milhões em investimentos para o Acre. Ao todo, são R$ 5 milhões para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e R$ 10 milhões para destinar água potável a todas as escolas do estado que ainda não possuem acesso definitivo ao recurso. 

Gladson Cameli aproveitou o evento para agradecer o apoio contínuo da bancada federal do Acre e, principalmente, a parceria do presidente Jair Bolsonaro com o estado em investimentos e programas de governo. Com a reestruturação da gestão estadual e a inauguração da Ponte do Madeira em breve, o governador aposta que, com programas como esse e outros projetos de desenvolvimento, o Acre possa entrar numa nova era de geração de empregos e renda. 

“É um incentivo importante, que dará uma aquecida na economia, com o estímulo e valorização das pessoas que estão no campo, trabalhando na agricultura familiar. Porque essas são as pessoas que nos alimentam. E o governo tem que fazer isso, tanto o federal quanto o estadual, de ajudar essas pessoas. O governo federal está sempre presente conosco, com o Acre recebendo diversos chefes de Estado para apresentar resultados positivos”, destaca o governador. 

Extremamente importante para o setor produtivo acreano, o PAA possui duas finalidades básicas: promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar. 

Governador Gladson Cameli aproveitou o evento para agradecer o apoio contínuo da bancada federal do Acre – Fotos: Odair Leal

Com recursos do governo federal, o governo do Acre – por meio da Secretaria de Produção e Agronegócio (Sepa) – compra alimentos produzidos pela agricultura familiar, com dispensa de licitação, e os destina às pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional e àquelas atendidas pela rede socioassistencial, pelos equipamentos públicos de segurança alimentar e nutricional e pela rede pública e filantrópica de ensino.

Só no Acre, esses recursos devem ajudar na garantia alimentar de cerca de 80 mil pessoas, beneficiando quase 650 famílias produtoras, que receberão cerca de R$ 1.500 cada por venda ao programa. 

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, pela primeira vez no Acre, aproveitou para relatar que em 2019 foi iniciada uma era de transformação no Brasil, com mudanças na gestão pública e um governo atento às necessidades da população. Para ele, além de o PAA ter um grande significado no Acre, zerar as 588 escolas que ainda não têm acesso definitivo a água é uma verdadeira obrigação que deverá ser cumprida em seis meses. 

“São dois anúncios importantes aqui hoje. O PAA, que faz essa ponte entre o pequeno agricultor e as pessoas que têm fome, e que as escolas tenham atendidas suas necessidades de abastecimento de água definitivamente. São ações importantes nessa parceria que vem se consolidando a cada dia entre o governo federal e estadual”, conta Lorenzoni. 

Senador Márcio Bittar, relator do orçamento de 2021 e da PEC do Pacto Federativo, acompanhou a comitiva do ministro e ressaltou o sentimento de gratidão do Acre – Fotos: Odair Leal

O senador Márcio Bittar, relator do orçamento de 2021 e da PEC do Pacto Federativo, acompanhou a comitiva do ministro e ressaltou o sentimento de gratidão do Acre com o presidente Bolsonaro, tanto pelos investimentos anunciados, quanto todos os outros, como o mais de R$ 1 bilhão que o estado recebeu somente no Auxílio Emergencial, o que beneficiou mais de 350 mil acreanos, além da importante relação entre Estado e União. 

“Só hoje anunciamos mais R$ 15 milhões que o governo Bolsonaro está investindo no Acre, garantindo a fixação do homem do campo na sua área, e para cisternas e caixas d’águas em escolas quando elas reabrirem. É valorização dos nossos agricultores e saúde das nossas crianças. E isso é apenas ‘um a mais’, ainda temos diversos montantes que chegaram ao Acre”, reforça o senador. 

Participaram do evento, ainda, representando a bancada do Acre em Brasília, os deputados federais Alan Rick, Jesus Sérgio e Wanda Milani. 

O secretário de Produção e Agronegócio, Edivan Azevedo, lembrou que o Acre já recebeu R$ 6 milhões para o PAA do governo federal e que esse é um recurso importante demais para toda a cadeia do setor produtivo do estado.

“É o governo apoiando quem produz e amparando aqueles que ainda vivem em insegurança alimentar e com deficiência nutricional. São produtos da agricultura familiar que chegam a famílias carentes por meio de entidades e casas de auxílio, que a secretaria identifica em praticamente todos os municípios do Acre”, explica Azevedo.