Nesta segunda-feira (19/10), a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC) reuniu-se com a procuradora-geral de Justiça do Acre, Kátia Rejane de Araújo. Em pauta, uma lista de demandas com as reais necessidades do Ministério Público para continuar avançando no atendimento à população acreana.

“Não podemos admitir nenhum município do Acre sem uma unidade do Ministério Público. Vou levar a discussão para dentro da Bancada. O MP sabe que pode contar comigo sempre. Estou assumindo um compromisso com um dos programas apresentados, que é o Proteger, para ajudar tantas e tantas mulheres do Acre que precisam da nossa solidariedade, de uma mão estendida”, afirmou a parlamentar.

O programa Proteger visa ampliar as ações do Ministério Público Estadual para atenção às mulheres vítimas da violência de gênero, e em situação de vulnerabilidade, decorrentes do abuso de álcool e outras drogas e em situação de rua, bem como suas famílias. O trabalho envolve a rede de serviços públicos, o sistema de Justiça e organizações sociais nas regionais do Juruá, com sede em Cruzeiro do Sul, e Alto Acre, com sede em Brasileia.

A procuradora-geral de Justiça do Acre, Kátia Rejane de Araújo, classificou a reunião como importantíssima e proveitosa. “Hoje, temos algumas necessidades, como a construção de unidades no interior e também a compra de equipamentos para atuação no combate ao crime organizado, à improbidade administrativa. Entregamos para a deputada o programa Proteger. Temos na capital e precisamos fortalecer no interior. No Juruá, que é uma região estratégica, precisamos avançar”, afirmou Kátia Rejane.