O vice-presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Jenilson Leite (PSB), cobrou a retomada do projeto de lei da sua autoria, apresentado em 2019, que “Institui noções básicas da disciplina de agropecuária nas escolas públicas rurais”.

O projeto de lei visa preparar o jovem para exercer o papel estratégico de agente do desenvolvimento rural, a lei também visa fomentar a transformação de jovens em líderes empreendedores, com sensibilidade para identificar oportunidades de desenvolvimento profissional e familiar onde estão inseridos. Estimulando a elaboração de projetos produtivos a serem desenvolvidos pelos jovens agricultores, como forma de viabilizar alternativas de trabalho e renda e até ampliar competências, conhecimentos e práticas que possibilitem a gestão empresarial agrícola, promovendo o empreendedorismo, a liderança, o cooperativismo, o planejamento e o uso de técnicas produtivas.

O vice-presidente, deputado Jenilson Leite, abordou em sua fala que a escola da zona rural vem preparando os jovens para os passos que eles podem dar na cidade é serviço público e que essa lógica precisa mudar, “Nós não temos um elemento novo na grade curricular que prepare o filho do produtor para que ele possa melhorar suas práticas produtivas, que seja na agricultura ou na criação de animais. Nosso propósito desse projeto, é impactar a zona rural, levando através da única instituição que chega permanentemente ao longo do ano inteiro na zona rural, que é a escola, uma nova perspectiva ao filho do produtor”, disse Jenilson.

Jenilson Leite ainda ressaltou que o Acre tem um grande potencial para produtos não madeireiros, como o açaí, “Nós temos muitos produtos com potenciais, como o açaí, que hoje se produz muito no Acre, mas sua origem ainda é nativa, ainda não conseguimos fazer uma plantação em larga escala deste produto, onde poderíamos ter muito produtores desse ramo no Acre”, ressaltou o deputado.